Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

 

Curando a Criança Ferida Dentro de Nós


O QUE FAZEMOS

 


A “criança ferida dentro de nós” é um fragmento biográfico, usualmente da nossa infância, congelado no tempo, que fora vivido de forma traumática, cuja experiência não-integrada encontra-se encapsulada no inconsciente, gerando sintomas e fixações emocionais que, de forma automática, atuam em nosso cotidiano, dificultando o fluxo regular da vida. Fragmentos biográficos não-integrados em nossa psique podem decorrer também de outros momentos da historia de vida de cada um, para além da infância.

 

Compreendendo que a fonte da cura se encontra dentro do próprio impedimento, acreditamos que mergulhar nos conteúdos biográficos traumáticos inconscientes nos possibilita entrar em contato tanto com aquilo que impede o fluxo da vida quanto com as preciosidades da nossa existência, que nos possibilitam viver saudavelmente.

 

Realizamos uma vivência terapêutica que tem por objetivo a investigação de memórias biográficas traumáticas e a busca de sua restauração.


Ela está constituída por três dias e meio de atividades que propiciam aos participantes o contato e o processamento de conteúdos infantis inconscientes, como de outros momentos da vida, que, porventura, estejam cerceando os movimentos criativos da vida.

 

A vivência está assentada na compreensão de que investigar as memórias de traumas psicológicos --- fixadas no interior de cada um de nós --- utilizando determinados recursos terapêuticos e psicoterapêuticos, propicia o despertar de forças curativas para nossos impedimentos, à medida que amplia os limites do nosso modo de ver e agir.


Acreditamos que a investigação de experiências primordiais em nossas vidas e a possibilidade de vê-las sob novo ângulo oferecem condições para que cada um acesse novas percepções a respeito de sua história de vida, o que promove mudanças na maneira de se relacionar consigo próprio, com os demais e com o mundo.

 

A vivência, como um todo, é um convite para reencontrar e retomar, amorosamente, fragmentos biográficos congelados no tempo e integrá-los no cotidiano do adulto, de um modo saudável.  Ela é composta por 24 participantes e 10 profissionais da área terapêutica.